Comitê Organizador Rio 2016

Governança Externa

Governança Externa

Governança Interna

Governança Interna

Estatuto Rio 2016

O Estatuto do Comitê Rio 2016 foi aprovado pelos representantes das Confederações Brasileiras Olímpicas e pelo COI. Ele disciplina o relacionamento interno e externo da sociedade, atribuindo identidade ao Comitê.
Estatuto Rio 2016 PDF icon2a_alteracao_do_estatuto.pdf

Código de Ética e Conduta

O Código de Ética e Conduta do Comitê Rio 2016 ajuda a colocar em prática os princípios, a visão e a missão da nossa empresa. A partir deste código, é possível conhecer as atitudes esperadas por todos os profissionais, parceiros e fornecedores do Comitê Rio 2016.
Código de ética e conduta PDF iconcodigo_de_etica_e_conduta.pdf

Manual Anticorrupção

O Manual anticorrupção tem por objetivo assegurar que os colaboradores do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 entendam os conceitos utilizados na Lei Anticorrupção e como ferramenta de orientação para evitar violações a essa lei.
Manual anticorrupção PDF iconmanual_anticorrupcao.pdf

Política Corporativa

As Políticas Corporativas do Comitê Rio 2016 estabelecem diretrizes, princípios e valores que devem ser observados por todos os colaboradores no exercício das suas atribuições. Assim, garantiremos a excelência em todas as nossas ações e o adequado gerenciamento dos riscos inerentes às nossas atividades.
Política corporativa PDF iconpolitica_de_compliance.pdf

Compliance

A Diretoria de Compliance do Comitê Rio 2016 possui as seguintes atribuições: monitorar e identificar as ações necessárias a fim de assegurar a conformidade com a legislação vigente, às normas emitidas pelos órgãos reguladores, diretrizes e políticas corporativas estabelecidas pelo Rio 2016.

Carta do Presidente

Quando o Brasil se propõe a realizar Jogos Olímpicos e Paralímpicos, pela primeira vez na história trazendo o evento para a América do Sul, fica implícita a ambição de não somente realizar os Jogos mas também fazê-lo de uma maneira transformadora.

Entre as transformações estão aquelas de caráter físico: a mudança na mobilidade urbana na cidade do Rio de Janeiro, os novos equipamentos esportivos, as transformações nas regiões da Barra, de Deodoro e do Porto.

Mas provavelmente as maiores ambições se encontram no intangível: a capacidade do brasileiro de entregar essa tarefa tão complexa dentro dos prazos, no orçamento esperado, tudo com a conhecida alegria do povo brasileiro. Nesse contexto é essencial que possamos provar que também somos capazes de entregar transações complexas sem que nenhuma sombra persista sobre a lisura do que fazemos. Porque fazemos, por quanto, para quem, qual foi o processo escolhido. A transparência nesses movimentos é essencial para que a sociedade brasileira construa credibilidade no que fazemos por aqui. E, dessa forma, desfrutar dessa celebração que aqui faremos.

As regras de compliance são ferramentas essenciais para esse objetivo e conto com a adesão integral de nosso quadro a esses processos. Para que possamos tirar, como legado dos Jogos, o exemplo que , aqui no Brasil, entregamos o que devíamos de maneira orgulhosa e limpa.

Carlos Arthur Nuzman

Voltar para o topo