Os Jogos Olímpicos

Presente na civilização desde a Idade da Pedra, quando homens nadavam por rios e lagos atrás de alimento, a Natação só ganhou força como esporte no início do século XIX, quando aconteceram diversas competições na Inglaterra. A primeira técnica mais popular foi o nado de peito.

O esporte está presente nos Jogos desde primeira edição da Era Moderna, em 1896, na cidade de Atenas, na Grécia - entretanto, era disputado em águas abertas. As piscinas só começaram a ser utilizadas no ano de 1908, quando as regras do esporte foram oficializadas.

Os primeiros estilos foram o nado livre e o peito. O nado de costas entrou no programa olímpico em 1904, na cidade americana de Saint Louis, e o borboleta apenas em 1956, em Melbourne, na Austrália. Este último, inclusive, surgiu porque alguns desenvolveram uma técnica levantando os braços acima da água para ganhar velocidade nas provas de peito.

As mulheres começaram a disputar as provas de Natação no ano de 1912, quando os Jogos aconteceram em Estocolmo, na Suécia. Desde então, a disciplina tem sido presença constante no programa olímpico.

Na edição de 1996, em Atlanta, o programa de 17 eventos tornou-se quase igual para homens e mulheres, com um pequeno detalhe: a prova de longa distância feminina é de 800 metros, e a masculina, de 1.500 metros. Os Jogos de 2008, em Pequim, marcaram a estreia da Maratona Aquática, única competição da Natação em águas abertas.
A Natação é uma disciplina de velocidade, resistência e força. Vence quem superar os concorrentes no menor tempo possível. As provas são divididas pela distância (50, 100, 200, 400, 800 e 1.500m) e estilo (livre, costas, peito e borboleta). Além das disputas individuais, há os revezamentos, com equipes formadas por quatro nadadores cada. Os participantes usam óculos especiais, touca e trajes específicos, que reduzem a resistência da água.

A piscina tem 50 metros de largura, 25m de diâmetro e 3m de profundidade. Ela é dividida em dez raias, mas apenas oito são usadas. Cada prova tem eliminatórias, e os nadadores – ou equipes – com os oito melhores tempos vão à final.