Judô

O Judô é uma arte marcial com origem no Japão, por volta de 1880. O seu criador foi Jigoro Kano, que combinou diversos movimentos de outros estilos e escreveu as regras a partir do Jujitsu, arte de ataque e defesa usando o próprio corpo, eliminando as partes perigosas.

Apesar de a primeira escola de Judô ter surgido em 1882, fundada pelo próprio Kano, a federação internacional do esporte foi criada apenas em 1951. A entrada nos Jogos Olímpicos aconteceu em 1964, na edição de Tóquio – capital japonesa.

O esporte, no entanto, ficou fora do programa dos Jogos de 1968, na Cidade do México. O retorno, em definitivo, foi na edição de 1972, em Munique. As mulheres só passaram a competir em no ano de 1992, em Barcelona.

Atualmente há sete categorias de peso no masculino – até 60 kg, até 66 kg, até 73 kg, até 81 kg, até 90 kg, até 100 kg e mais de 100 kg, e igual número no feminino, distinguidas por peso – até 48 kg, até 52 kg, até 57 kg, até 63 kg, até 70 kg, até 78 kg e mais de 78 kg. Para os homens havia a categoria absoluto (sem distinção de peso corporal), mas esta foi retirada depois dos Jogos de 1984, em Los Angeles.

Com duração de até cinco minutos, as lutas acontecem sobre tatames sintéticos, e o objetivo é projetar o adversário de costas no solo, finalizar com chave de braço ou estrangulamento ou imobilizar o oponente no solo.

A luta pode acabar a qualquer momento caso um dos judocas consiga um ippon, que pode ser conseguido com uma projeção do adversário de costas sobre o solo, com força e velocidade, finalização por chave de braço ou estrangulamento, ou imobilização no solo por 25 segundos.

Se o oponente cai no tatame amplamente de costas, mas sem velocidade ou força, ou há uma imobilização de 20 a 24 segundos, é aplicado um waza-ari – dois deles equivalem a um ippon.

Outra forma de pontuação, de menor valor, é o yuko, que acontece quando um competidor é projetado e cai com a parte lateral do corpo, ou no caso de uma imobilização de 15 a 19 segundos.

As penalizações podem ser atribuídas por falta de combatividade, postura muito defensiva ou falso ataque. Na primeira ocorrência o competidor é advertido e, a partir daí ao oponente é consignado um yuko, um wazari e um ippon, respectivamente para a segunda, terceira e quarta vez que o atleta cometer uma falta. Um judoca também pode ser desclassificado imediatamente caso coloque em risco a integridade física do adversário.

Caso a luta termine com um empate, eles fazem o chamado “Golden Score”, uma disputa de mais três minutos na qual quem pontuar primeiro leva o combate. Se o placar de pontos e penalidades de ambos seguir igual, a decisão fica por conta dos árbitros.

Na competição, os participantes de cada categoria são divididos em duas chaves. Os vencedores se encontram na final, enquanto os quatro derrotados nas quartas-de-final vão para duas disputas de repescagem. Os vencedores da repescagem enfrentam os perdedores das semifinais pelas duas medalhas de bronze.