Os Jogos Olímpicos

O Mountain Bike é uma disciplina do Ciclismo que também ingressou tarde no programa olímpico. Desde os Jogos de 1996, em Atlanta, homens e mulheres participam da prova de Cross Country, em um terreno com subidas, descidas e trilhas.

A disciplina tem sua origem na Califórnia. Foi neste estado americano que, na década de 1970, alguns ciclistas que buscavam algo diferente das disputas de estrada começaram a fazer trilhas em montanhas e estradas de terra. Membros de um clube nos arredores de São Francisco criaram uma competição entre os anos de 1976 e 1979, perto da Ponte Golden Gate, gerando interesse pela disciplina.

O primeiro campeonato nacional do esporte aconteceu nos Estados Unidos, em 1983. Sete anos depois, impulsionado pela popularidade criada na Austrália e na Europa, foi realizado o primeiro Mundial reconhecido pela União Ciclista Internacional (UCI). A estreia no programa olímpico foi em Atlanta, e a prova segue sendo disputada desde então.

Apesar de ambas as competições serem ao ar livre, a bicicleta do Mountain Bike apresenta diferenças significativas em relação à de Estrada: os pneus são mais largos, há amortecedores traseiros e dianteiros para melhor absorção do impacto nos circuitos, e seu material é muito mais resistente, mas sem comprometer o peso da bicicleta, que gira em torno de 8 a 9 kg.

No Cross Country, a prova tem um tempo máximo de duração, que varia entre 1h30min e 1h45min, sendo o número de voltas calculado pelo tempo por volta da categoria masculina e feminina. Os participantes precisam completar um número pré-estabelecido de voltas, e o primeiro a terminar é o vencedor.