Notícias

03/07/2014

Programa de Educação Rio 2016 passa a integrar sistema de políticas públicas da cidade

Iniciativa, que tem como objetivo levar os valores Olímpicos e Paralímpicos para as escolas, é um dos legados dos Jogos

Enviar para um amigo

Programa de Educação Rio 2016 já beneficia 28 mil estudantes da rede pública de ensino (Foto: Rio 2016/Alex Ferro)

O Transforma, programa de educação do Comitê Rio 2016, chegou para ficar em 162 escolas municipais do Rio de Janeiro. A iniciativa, que tem como objetivo promover os valores Olímpicos e Paralímpicos nas escolas, agora faz parte do programa de políticas públicas da cidade e será um dos principais legados dos Jogos. A parceria com a Secretaria Municipal de Educação foi oficializada nesta quinta-feira (03), com publicação em Diário Oficial.

Ao longo do primeiro semestre deste ano, o programa atuou em 52 instituições de ensino, beneficiando cerca de 28 mil estudantes - por meio do fornecimento de materiais didáticos, cursos de formação e desafios escolares, como a “Maratona de Valores Rio 2016”, que está em curso. Em sua página oficial , estão disponíveis - para escolas de todo país - dicas de atividades e material de apoio para download sobre os Movimentos Olímpico e Paralímpico.

Programa tem o objetivo de promover os valores Olímpicos e Paralímpicos dentro das escolas (Foto: Rio 2016/ Alex Ferro)

 

Em parceria com órgãos de educação do município, o Transforma cria oportunidades para que as escolas descubram novos esportes Olímpicos e Paralímpicos, trabalhem valores na formação dos alunos e entrem no clima dos Jogos Rio 2016. Para isso, o programa conta com o apoio de quatro grupos multiplicadores: coordenadores pedagógicos, professores de educação física, alunos líderes e seus tutores, que participam de cursos de formação, entendem a proposta pedagógica de ensino de valores e começam a desenvolver um plano de ação para suas escolas.

Para maximizar a experimentação dos esportes Olímpicos e Paralímpicos, o Transforma adotou uma metodologia de ensino que trabalha com categorias esportivas em vez de esportes isolados. Nessa metodologia, os esportes são agrupados por categorias de acordo com a similaridade de movimento, das ações ou do local de execução. As categorias são: marca, rebatida, combate/luta, estéticos e rítmicos, de marca, de precisão e de interação direta ou indireta com a natureza.

Com essa proposta de ensino, os professores de educação física podem, por exemplo, realizar uma mesma sequência de aulas sobre esportes de invasão ou de rebatida, inserindo na grade curricular a experimentação de esportes Olímpicos e Paralímpicos ainda distantes da realidade atual das escolas.

Enviar para um amigo

Filtrar em Notícias

Newsletter

Cadastre-se e receba por e-mail as últimas notícias do Rio 2016.

+
Notícias

RSS de notícias

Fique sabendo imediatamente quando uma nova informação é publicada.

+ASSINE JÁ