Notícias

15/04/2014

Chad le Clos se diz à vontade com possível retorno de Michael Phelps para os Jogos Rio 2016

Na semana em que a lenda norte-americana anunciou sua volta às piscinas, jovem sul-africano afirma que retorno seria ótimo para natação

Enviar para um amigo

Chad le Clos, à esquerda, comemora a conquista da medalha de ouro nos 200m borboleta nos Jogos Londres 2012, deixando Michael Phelps com a prata (Foto: Getty Images/Adam Pretty)

Chad le Clos já superou seu ídolo Michael Phelps em uma final Olímpica. E, agora, o nadador sul-africano de 22 anos, cotado para ser uma das estrelas dos Jogos Rio 2016, não parece preocupado com as especulações de que a lenda norte-americana esteja voltando às piscinas.

“Minhas metas são as mesmas, independente do Phelps competir ou não. Mas, pessoalmente, eu acho que seria ótimo para o mundo do esporte se ele voltasse a nadar profissionalmente”, afirmou o atleta, em entrevista ao site rio2016.com.

Le Clos ganhou fama nos Jogos Londres 2012, ao completar a final dos 200m borboleta 0,05 segundos antes de Phelps, o mais bem sucedido atleta Olímpico da história. 

“Não há palavras capazes de descrever como me senti naquele momento. Foi realmente um dia perfeito”, declarou.

Phelps encerrou a carreira após os Jogos de Londres, com 22 medalhas conquistadas, sendo 18 delas de ouro, em três participações Olímpicas. Nesta semana, no entanto, foi anunciado que o atleta voltará às piscinas entre os dias 24 e 26 de abril, em uma competição no Arizona, nos Estados Unidos, gerando a expectativa de que ele vai competir nos Jogos Rio 2016.

Phelps completará 29 anos de idade em junho e, embora seu técnico Bob Bowman tenha evitado falar sobre os Jogos Olímpicos, o treinador garante que ele está em boa forma para competir.

“Acredito que ele irá somente se testar um pouco na piscina e ver o que acontece”, disse Bob, em entrevista à agência de notícias Associated Press. “Eu não diria que é um retorno definitivo”, acrescentou.

Phelps pode ser uma lenda, mas Le Clos está brilhando e se acostumando ao estrelato. Como ele explicou em uma entrevista em vídeo especialmente gravada para o rio2016.com (veja abaixo), o sul-africano foi umas das atrações principais do Campeonato Mundial de Natação de Barcelona, em 2013, quando conquistou a medalha de ouro nos 100m e 200m borboleta.

“Foi um pequeno teste para mim sobre como lidar com a pressão. Em qualquer lugar que eu fosse, a câmera estava voltada para mim. Eu não estava muito acostumado com isso, porque nos Jogos Olímpicos toda a atenção era do Phelps”, diz Le Clos.

“Acho que, com o tempo, estou lidando melhor com isso, porque é o que eu queria. Sempre quis ser o melhor nadador do mundo e junto com isso vem a responsabilidade, que no Rio vai ser enorme. Estou muito animado”.

 
 
Le Clos, que visitou o Rio para o Prêmio Laureus, no ano passado, garante estar empolgado para voltar à cidade daqui a dois anos.
 
“O Rio de Janeiro é absolutamente incrível. Não existe nenhum outro lugar nem sequer parecido. Eu acho que os Jogos terão um clima de praia e carnaval. De certa forma, o Brasil é parecido com a minha cidade, Durban, tem um clima quente e é um país lindo”, afirmou.

O sul-africano também revelou que sua carreira esportiva poderia ter tomado uma direção diferente caso seu pé tivesse um outro formato.

“Desde pequeno, sempre quis me sair bem em qualquer esporte que eu praticasse. Meu esporte favorito era o futebol. Parece engraçado, mas por causa do formato do meu pé eu não poderia jogar em alto nível, então eu comecei a nadar e acho que o resto é história...”, contou.

 

Enviar para um amigo

Filtrar em Notícias

Newsletter

Cadastre-se e receba por e-mail as últimas notícias do Rio 2016.

+
Notícias

RSS de notícias

Fique sabendo imediatamente quando uma nova informação é publicada.

+ASSINE JÁ