Notícias

29/04/2013

Bebeto, Ronaldo e Neguinho da Beija-Flor brilham no evento-teste do Maracanã

Cinco medalhistas olímpicos estiveram em campo, além do maestro Júnior. Presidente da Emop faz avaliação positiva

Enviar para um amigo

Estádio do Maracanã será inaugurado oficialmente no dia 2 de junho para o amistoso entre Brasil e Inglaterra (Foto: Rio 2016™/Alex Ferro)

Domingo, eu vou ao Maracanã. Vou torcer pro time que sou fã. Vou levar foguetes e bandeiras, não vai ser de brincadeira, ele vai ser campeão. Não vou de cadeira numerada, eu só vou de arquibancada, pra sentir mais emoção... O Rio de Janeiro acordou diferente nessa segunda-feira, dia 29 de abril de 2013. Em todas as praias em todas as praças, em todas as ruas em todos os lares a conversa era uma só: o Maracanã voltou.

O primeiro evento-teste do estádio Mário Filho, o Maracanã, realizado sábado, começou com uma grande festa e a composição de maior sucesso de Neguinho da Beija-Flor, música que caiu nas graças de todas as torcidas cariocas. Naldo, Preta Gil e Martinho da Vila também levantaram o público formado por convidados ilustres: os operários que trabalharam na obra e seus familiares.

Palco das Cerimônias de Abertura e de Encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™, além das finais do futebol masculino e feminino, o estádio recebeu alguns dos maiores craques do futebol brasileiro em uma partida festiva. Os Amigos de Ronaldo Fenômeno venceram os Amigos de Bebeto por 8 x 5, em partida que contou com a presença de cinco medalhistas olímpicos.

O evento de fato serviu para testar o novo estádio. Equipamentos, instalações e infraestrutura foram verificados para que tudo esteja em pleno funcionamento na inauguração oficial, no dia 2 de junho, quando o Maracanã será palco do amistoso entre Brasil e Inglaterra. O gramado foi aprovado com louvor pelos jogadores e a instalação esportiva recebeu uma avaliação positiva do presidente da Emop (Empresa de Obras Públicas), Ícaro Moreno.

“Foi ótimo. Testamos a iluminação do campo, som, telões, ar-condicionado, mobilidade, vibração da arquibancada e da rampa do Bellini, sistema de esgoto e água potável e elevadores. Tivemos pequenos problemas no sistema de pressurização dos mictórios e em dois elevadores, que resolvemos em poucos minutos. Os demais itens corresponderam plenamente”, disse.

Cinco medalhistas olímpicos em campo

O maestro Júnior, veterano que disputou os Jogos de Montreal 1976, quando o Brasil perdeu a medalha de bronze ao ser derrotado pela União Soviética por 2 x 0, foi o único jogador em campo que defendeu o país em Jogos Olímpicos e não subiu ao pódio. Ele atuou poucos minutos no time de Bebeto, mas, aos 58 anos, não mostrou o futebol que fez o craque defender o Brasil nas Copas do Mundo de 1982 e 1986.

Dois jogadores vice-campeões olímpicos em Seul 1988 estiveram em campo. Atual técnico do Flamengo, o ex-lateral Jorginho e o atacante Bebeto fizeram parte do time que derrotou Austrália, Iugoslávia, Nigéria, Argentina e Alemanha Ocidental, mas perdeu a final para a União Soviética por 2 x 1, na prorrogação.

Além da prata de 1988, Bebeto também conquistou a medalha de bronze em Atlanta 1996, quando se tornou artilheiro da competição com seis gols, três deles marcados na vitória por 5 x 0 sobre Portugal. Além de Bebeto, o time olímpico brasileiro contou ainda com três jogadores presentes no primeiro evento-teste do Maracanã: Ronaldo, o zagueiro Aldair e o volante Amaral.

O futebol masculino brasileiro conquistou cinco medalhas em 12 participações em Jogos Olímpicos – três de prata e duas de bronze. No ano passado, em Londres, o Brasil venceu os cinco primeiros jogos, marcando três gols em todos eles, mas foi derrotado pelo México por 2 x 1 na final disputada no estádio de Wembley. Da equipe vice-campeã olímpica, nenhum jogador participou da festa realizada no Maracanã.

E dos que entraram em campo, somente o filho de Bebeto, Matheus, inspiração do inesquecível gol embala-neném marcado na vitória por 3 x 2 sobre a Holanda nas quartas-de-final da Copa do Mundo de 1994, tem idade para disputar os Jogos Rio 2016™. “Já deixei a minha marca no novo Maracanã. Espero que seja o primeiro de muitos”, disse Matheus, que marcou um dos gols da partida.
 

Enviar para um amigo

Filtrar em Notícias

Newsletter

Cadastre-se e receba por e-mail as últimas notícias do Rio 2016.

+
Notícias

RSS de notícias

Fique sabendo imediatamente quando uma nova informação é publicada.

+ASSINE JÁ