Todo mundo quer saber... como serão os mascotes do Rio 2016? Uma coisa eu posso contar: já escolhemos os nossos! Serão dois, um para os Jogos Olímpicos e outro para os Jogos Paralímpicos. Mais do que isso, só se vocês assinarem um termo de confidencialidade (risos). Por aqui, é tudo secreto, secretíssimo. Para acalmar um pouco dos ânimos, vou contar um pouco sobre como está sendo essa jornada aqui na área de Gestão de Marca do Rio 2016.

Este é um dos vinte projetos mais importantes da nossa organização neste ano e por isso, ele é longo e muito complexo. Criamos personagens que vão ter vida, personalidade e interagir com o público de uma maneira muito humana e direta. É, talvez, uma das maiores ferramentas de engajamento com o público que temos, e a principal forma de identificação com as crianças (e muitos adultos).

Quem curtiu as aparições do ‘Fuleco’, o mascote oficial da Copa do Mundo Brasil 2014, sabe do que estamos falando. Inclusive, estivemos com o próprio antes da Copa, para observar e aprender como ele se comporta. Descobrimos como ele interage com a criançada, as operações envolvidas para cada visita, quais são as suas poses oficiais para fotos, quanto tempo dura cada aparição, quanto pesa a fantasia, etc.

Mas a nossa história começou lá atrás, mais especificamente em setembro de 2012, quando começamos a trabalhar no processo de seleção da empresa que iria criar os nossos mascotes. Desde o início, tínhamos certeza de que queríamos uma assinatura brasileira no design, por isso só empresas e profissionais nacionais foram convidados a participar. Temos profissionais incríveis nas áreas de design, publicidade, ilustração e animação, sem contar que esta é uma ótima oportunidade para fomentar o mercado criativo do país. E não deu outra! As principais empresas brasileiras entraram no processo e ficamos muito, muito satisfeitos com o resultado final.

O desafio que passamos para elas não foi pouca coisa! Para vocês terem uma noção, enviamos um checklist de 17 itens para as agências, com diretrizes como: os mascotes precisam representar a cultura local, mas ainda assim precisam ter um entendimento universal; precisam estar alinhados com o brand direction® das marcas do Rio 2016 e com os valores dos movimentos Olímpico e Paralímpico; precisam representar valores universais como amizade, respeito, fair play; precisam se comunicar especialmente com o público infantil, mas também interagir com os adultos; entre muitos outros.

Para fazer a avaliação do que íamos recebendo, reunimos nossos profissionais de gestão de marca e design e contamos com a consultoria do pessoal do AnimaMundi, um dos maiores festivais do mundo, que nos ajudou a transportar os mascotes para o “mundo dos desenhos animados”.

Selecionamos, então, três propostas e levamos para uma pesquisa de percepção, que envolveu crianças de seis a 12 anos das cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo. Foi uma experiência muito interessante! Ficávamos atrás dos espelhos de uma grande sala, onde as crianças eram apresentadas às personagens. Em nenhum momento foi dito a elas que aqueles poderiam ser os mascotes dos Jogos Rio 2016. Apenas contamos a elas a história de cada um, o que eles gostavam de fazer, e relatamos os traços da sua personalidade. As crianças são sempre muito intuitivas, então recebemos muitas opiniões sinceras e espontâneas, como: “Esse é amigo”; “Esse parece metido”; “O cabelo desse aqui é irado”; e “Aquele outro tem cara de bobo”. Imediatamente, já conseguíamos ver os ajustes que precisavam ser feitos.

Em agosto de 2013, os mascotes dos Jogos Rio 2016 foram escolhidos por unanimidade por uma comissão julgadora, que é uma equipe multidisciplinar, formada por representantes do COI, COB, CPB, Rio 2016, além de profissionais dos mercados de animação, ilustração, publicidade e pesquisa. Com a escolha feita, partimos para uma busca de anterioridade de propriedade intelectual para garantir que elas são tão inéditas quanto os Jogos na América do Sul. Deu tudo certo e conseguimos a aprovação final. Ufa!

Estamos desde então desenvolvendo todo o conteúdo, interagindo com outras áreas funcionais do Comitê, com a empresa vencedora do concurso e com os demais fornecedores, licenciados e patrocinadores. Todo esse trabalho inclui mais de 500 arquivos entre ilustrações e manuais, além de todas as ações para o lançamento, que acontecerá nos próximos dias!

A revelação dos mascotes é um dos eventos mais esperados pelos fãs dos Jogos ao redor do mundo. Para nós, da área de Gestão de Marca, a expectativa para esse momento é enorme. Os mascotes são o resultado de muito trabalho de uma equipe competente, apaixonada e que, por mais de 2 anos, vem se dedicando a dar vida a esses personagens.

Ansiosos? Nós também. Fiquem ligados que em breve vem mais novidades por aí!